Rádio Líder Online de Acopiara

Chove em Quixeramobim e região

26 DE MAIO, QUINTA-FEIRA
Resultado de imagem para chuvas em quixeramobim
A última atualização da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME) apontou que choveu nas últimas 24 horas em 21 municípios do Estado.
Acompanhe os registros pluviométricos registrados pela FUNCEME e ouvintes da Rádio Campo Maior AM 840 na manhã de hoje, 26:
Assentamento Novo Canaã: 44.2 mm
São Miguel: 40.0 mm
Barragem de Quixeramobim: 38.0 mm
Radar de Quixeramobim: 22.0 mm
Assentamento Carqueja: 70.0 mm
Fazenda Pompeu: 64.0 mm
Muxuré Velho: 50.0 mm
Lagoa do Teodósio: 50.0 mm
Pedreiras: 45.0 mm
Marrecas: 90.0 mm
Agrovila: 30.0 mm
Paus Brancos: 50.0 mm
Na região
Solonópole: 19.0 mm
Serra da Guia (Boa Viagem): 16.0 mm
Mineirolândia (Pedra Branca): 11.0 mm
Açude Pedras Brancas (Quixadá): 6.3 mm

Sérgio Machado virou o “Juruna” do PMDB

sérgio machado


“O deputado Juruna era famoso por andar sempre com um gravador no Congresso nos anos 80. Pois desde que vieram à tona as gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, de conversas com a cúpula do PMDB seu apelido no partido virou esse: Juruna.
A diferença é que, agora, os caciques são os que estão do outro lado do gravador.
Por enquanto, vieram à tona conversas com Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney.
Consta que estão em poder da Procuradoria-Geral da União outros áudios com pessoas próximas à cúpula do PMDB do Senado, como o deputado Anibal Gomes, elo fundamental para atingir Renan.
Por mais que tenha se safado de dizer algo mais comprometedor na gravação de Machado, Renan dificilmente escapará quando forem revelados os depoimentos do ex-aliado aos procuradores.


Afinal, se a delação foi homologada sem reparos pelo ministro Teori Zavascki, não poderia ter como sujeito oculto justamente o responsável por manter o Juruna peemedebista por 11 anos à frente da cobiçada Transpetro.”
(Coluna Radar, da Veja Online)

Há 102 anos nascia Irmã Dulce

frases irmã dulce

Ação do PDT – STF dá cinco dias para Temer se manifestar em ação contra nomeação de ministros


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso concedeu, nessa quarta-feira (25), prazo de cinco dias para que o presidente em exercício Michel Temer apresente manifestação sobre a ação em que o PDT questiona a competência do presidente em exercício para fazer mudanças na equipe ministerial.
Após receber a resposta, Barroso ainda analisará manifestação da Procuradoria-Geral da República sobre o assunto antes de decidir a questão.
A ação do PDT questiona os limites da atuação de Temer para nomear novos ministros e fazer alterações na estrutura do Executivo após o afastamento da presidente Dilma Rousseff por 180 dias, no processo de impeachment.
O partido argumenta que Temer está usurpando competência do presidente efetivamente eleito e não poderia fazer as mudanças na equipe.
“As mudanças propostas e já implementadas pelo vice-presidente da República, no exercício da Presidência, ferem de morte o princípio da razoabilidade, tratando como fato consumado o afastamento definitivo daquela que de fato possui legitimidade para exercer o cargo de Presidente da República”, sustenta o partido. Não há data para o julgamento da ação.
(Agência Brasil)

Serra diz que orientou embaixadas a negar “golpe” após ataques ao governo

26 DE MAIO, QUINTA-FEIRA
O ministro das Relações Exteriores, José Serra, negou nessa quarta-feira (25) que esteja partidarizando a condução da política externa do país após o Itamaraty enviar a todas as embaixadas uma circular com a orientação para que a tese de que o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff é um “golpe” seja “ativamente combatida”.
Segundo Serra, o documento é uma forma de “uniformizar” o discurso em resposta a “acusações infundadas” de “alguns setores das Américas”. Citando um provérbio francês, o ministro ressaltou que o Itamaraty tem reagido a ataques de países que criticam o governo do presidente em exercício Michel Temer.
“Se nós somos atacados, reagimos em um tom menor. Não é em um tom maior, mas não podemos ser acusados de nos defender. Ou seja, se nos atacam, nos defendemos. Estamos sendo atacados, se nos defendemos, mesmo em um tom menor, somos acusados de nos defender? Não tem sentido. Se tem ataques, a gente se defende. E instruímos o corpo diplomático inteiro nesse sentido”, argumentou Serra.
Entre outros pontos, a circular distribuída a todas embaixadas brasileiras ressalta que o processo que levou ao afastamento de Dilma observou as regras e todos os ritos estabelecidas na Constituição.
Em março, ainda no governo Dilma Rousseff, o diplomata Milton Rondó Filho enviou mensagem às embaixadas, consulados e escritórios brasileiros em todo o mundo denunciando o que chamou de “golpe” e “processo reacionário em curso no país contra o Estado Democrático de Direito”, referindo-se ao impeachment da presidente afastada.
(Agência Brasil)

COMEÇOU A 2º DECAPITAÇÃO EM BRASÍLIA

clayton 160526

ACOPIARA-CE: Avenida Francisco Gurgel Valente será inaugurada sábado

O Prefeito Dr. Francisco Vilmar Félix Martins Florentino Félix Martins Florentino anunciou em reunião no Centro Administrativo de Acopiara, a inauguração da nova avenida Francisco Gurgel Valente, antiga Marechal Deodoro.
O evento será sábado, a partir das 20 horas. Após a solenidade grande festa com a Banda Pé de Ouro. Vale destacar que a nova avenida será dotada de iluminação em led, arborização e lixeiras padronizadas. 

Duas apostas dividem prêmio de R$ 40 milhões da Mega-Sena; veja as dezenas

26 DE MAIO, QUINTA-FEIRA
Duas apostas (uma de Salvador, na Bahia; e outra de Belém, no Pará) acertaram as seis dezenas do concurso 1.821 da Mega-Sena e vão receber, cada uma, prêmio de R$ 19.896.531,79.
O prêmio pago é o segundo maior do ano. Perde apenas para o do concurso 1.810 da Mega, que rendeu R$ 92,3 milhões a um jogo de Cabrobó (PE).
Veja as dezenas sorteadas em Alto Jequitibá, município localizado na Zona da Mata de Minas Gerais:
19 - 22 - 31 - 36 - 52 - 53
A quina da Mega (cinco números) saiu para 84 apostas, com prêmio de R$ 41.772,19.
Para a quadra da Mega (quatro dezenas) foram 6.145 apostas ganhadoras, que receberão prêmio de R$ 815,73 cada uma.
O próximo sorteio da Mega será realizado no sábado (28), e a previsão da Caixa Econômica Federal é de pagar prêmio de R$ 2,5 milhões.

Sarney promete ajudar Sérgio Machado “sem meter advogado no meio”

"OS RATOS ESTÃO BOIANDO..."
sarneye
A Folha de São Paulo divulgou, nesta tarde de quarta-feira, 25, nova gravação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, dessa vez com o ex-presidente José Sarney(PMDB-AP). No áudio, segundo jornal, Sarney promete a Machado, investigado na Operação lava Jato,ajudá-lo a evitar que ele fosse transferido para a vara do juiz responsável pelas investigações Sérgio Moro “sem meter advogado no meio”.
O próprio Machado, que fez acordo de delação premiada no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira, 24, foi quem fez as gravações. Em uma das conversas, que teriam sido gravads em março dese ano, Sarney manifesta preocupação sobre eventual delação de Machado. “Nós temos é que fazer o nosso negócio e ver como é que está o teu advogado, até onde eles falando com ele em delação premiada”, disse.
Machado teria respondido que havia insinuações, provavelmente da Procuradoria-Geral da República (PGR), por uma delação. Ao que Sarney argumenta: “Mas nós temos é que conseguir isso. Sem meter advogado no meio”. O cearense, então, concorda que inicialmente “advogado não pode participar disso”, “de jeito nenhum” e que “advogado é perigoso”. Na conversa, Sarney repete pelo menos três vezes: “Sem meter advogado”.
Segundo a Folha, a estratégia de Sarney não fica clara nos diálogos obtidos, mas teria envolvido conversas com o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) e com o senador Romero Jucá (PMDB-RR).
Em uma das conversas, Machado teria pedido que Sarney entrasse em contato com ele assim que estabelecesse um horário e local para reunião entre eles e Renan. “E o Romero também está aguardando, se o senhor achar conveniente”, disse, mas Sarney afirma que não acha “conveniente, a gente não põe muita gente.
“Duas pessoas pessoas já é reunião. Três é comício”, afirma Sarney, fazendo menção ao ex-senador Amaral Peixoto (1905-1989). Para ele, não era bom que muitas pessoas se reunissem ao mesmo tempo.
Nas conversas, o ex-presidente da República deixou claro que concorda em impedir que Sérgio Machado fosse enviado para a vara de Moro em Curitiba. “O tempo é a seu favor. Aquele negócio que você disse ontem é muito procedente. Não deixar você voltar para lá (Curitiba)”, falou.
Sarney se explica
Por meio de nota, o ex-presidente afirmou que conhece Machado “há muitos anos”. “Fomos colegas no Senado Federal e tivemos uma relação de amizade, que continuou depois que deixei o Parlamento”, disse.
(Com Folha e POVO Online)

Prazo para entrega da declaração do microempreendedor termina no próximo dia 31

microempresario2


O prazo máximo para a entrega da Declaração Anual do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI), relativo ao ano de 2015, vai até a próxima terça-feira, 31. O documento é uma das responsabilidades dos MEIs e tem a finalidade de informar o rendimento (faturamento) de todas as operações realizadas no último ano. O atraso na entrega da declaração gera uma multa no valor de R$ 50,00.
O preenchimento da DASN-SIMEI pode ser feito através do portal do empreendedor, seguindo as orientações contidas no próprio site (www.portaldoempreendedor.gov.br).
Para ser atendido o microempreendedor deverá apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, título de eleitor, número do recibo da última declaração de Imposto de Renda (Pessoa Física), comprovante de endereço (residencial e comercial), número do CNPJ e o levantamento do valor bruto anual recebido como MEI referente ao ano exercício de 2015.
(Com Agências

Emissário de Temer se encontrou com procurador da Lava Jato

25 DE MAIO, QUARTA-FEIRA

Um emissário do presidente interino Michel Temer (PMDB) se encontrou com representantes da força-tarefa da Lava Jato na véspera da sessão do Senado que selou o afastamento da petista Dilma Rousseff.
Segundo reportagem de Bela Megale, o encontro entre o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), um dos assessores mais próximos de Temer, e os procuradores Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon tratou de uma espécie de “acordo de procedimento” que não colocasse em risco as investigações.
Na ocasião, também foi acertada a manutenção no cargo do superintendente da Polícia Federal no Paraná, Rosalvo Franco, responsável pela Lava Jato.
“Eu disse para os procuradores que se o conforto era dar essa garantia, iria levar o pedido ao presidente”, relatou o ex-deputado.

Ao menos cinco pessoas morrem em naufrágio na costa líbia

Roma, Itália - Ao menos cinco pessoas morreram no naufrágio de um barco de migrantes ao longo da costa líbia, anunciou nesta quarta-feira (25/5) a Marinha italiana, que conseguiu salvar cerca de 500. O balanço pode aumentar, segundo a Marinha, dizendo que "as operações de resgate prosseguiam" ao meio-dia local.
Na manhã desta quarta-feira (25/5), "a patrulha Bettica da Marinha, no âmbito de sua atividade de vigilância do canal da Sicília, detectou ao longo da costa líbia um barco que navegava de forma instável com muitas pessoas a bordo".
Mais tarde, a embarcação virou devido ao elevado número de pessoas a bordo e à instabilidade. O navio Bettica se aproximou imediatamente do barco e lançou botes e coletes salva-vidas às pessoas que caíram na água, enquanto a fragata Bergamini, também no local, enviou seu helicóptero e meios navais para socorrê-las.
"Por enquanto (08h00 de Brasília), 500 migrantes foram socorridos, sete corpos recuperados e colocados a bordo do Bettica", disse Marinha. Segundo os últimos números do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), interrompidos em 22 de maio, e os dos serviços de resgate italianos, 40 mil pessoas chegaram à costa italiana desde o início do

Renan diz que diálogos em gravações não têm a ver com Lava-Jato

Em nota divulgada pela presidência do Senado na manhã desta quarta-feira (25/5), o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) afirmou que as conversas – divulgadas pela Folha de S.Paulo nesta quarta-feira, com o ex-presidente da Transpetro (subsidiária da Petrobras) Sérgio Machado – não têm relação com a Lava-Jato e afirmou que é “hábito” receber pessoas que o procuram. Nos diálogos divulgados pelo jornal, o senador defende mudanças na lei que trata de delação premiada de forma a impedir que um preso se torne delator. Esse procedimento é o mais usado nas investigações da Operação Lava-Jato.
“Os diálogos não revelam, não indicam, nem sugerem qualquer menção ou tentativa de interferir na Lava-Jato ou soluções anômalas. E não seria o caso porque nada vai interferir nas investigações”, destacou o texto assinado pela assessoria de imprensa da presidência do Senado.
Em um dos trechos das conversas divulgados pela reportagem, Machado sugere a Renan "um pacto", que seria "passar uma borracha no Brasil" e cita o Supremo Tribunal Federal (STF). Renan responde: "Antes de passar a borracha, precisa fazer três coisas, que alguns do Supremo [inaudível] fazer. Primeiro, não pode fazer delação premiada preso. Primeira coisa, porque aí você regulamenta a delação."
Segundo o jornal, na conversa com Machado, Renan diz que, após enfrentar esse assunto da delação, poderia negociar com membros do STF a “transição” da presidenta afastada Dilma Rousseff, que seria o segundo ponto apontado por ele.
Renan diz, na conversa divulgada, que todos os políticos "estão com medo" da Lava Jato. "Aécio está com medo. [me procurou]: 'Renan, queria que você visse para mim esse negócio do Delcídio, se tem mais alguma coisa'", relatou Renan, em referência à delação do ex-senador Delcídio do Amaral, que citava o senador tucano e presidente do PSDB, Aécio Neves (PSDB-MG). Delcídio teve o pedido de cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar aprovado, após um longo processo iniciado logo depois do senador ter sido preso, em novembro do ano passado, por obstrução da Justiça. O senador foi flagrado em conversa com o filho de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, oferecendo propina e um plano de fuga para que Cerveró não firmasse acordo de delação premiada com o Ministério Público no âmbito da Lava Jato.
Sobre essa citação do senador Aécio Neves (PSDB-MG), a nota diz que Renan pede desculpas "porque se expressou inadequadamente". Na gravação, Renan disse que o tucano estava com medo e o procurou pedindo para que o senador acompanhasse a delação do ex-senador Delcídio do Amaral para ver "se tem mais alguma coisa". Segundo o texto, Renan se referia a um contato do senador mineiro que expressava indignação e não medo.
Em outro trecho, o presidente do Congresso afirma que uma delação da empreiteira Odebrecht "vai mostrar as contas". Na interpretação do jornal, essa seria uma referência à campanha eleitoral da presidenta afastada Dilma Rousseff. Sérgio Machado ressalta que "não escapa ninguém de nenhum partido". "Do Congresso, se sobrar cinco ou seis, é muito. Governador, nenhum”, afirma o ex-presidente da Transpetro.
Durante uma das conversas, Renan se mostra incomodado ao ser informado pelo senador Jader Barbalho (PMDB-PA) de que o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), esteve com o presidente em exercício Michel Temer em março, antes de o peemedebista assumir a presidência da República interinamente. “Como é que está, como é que está tua relação com o Michel?”, pergunta Machado. “Michel, eu disse pra ele, tem que sumir, rapaz. Nós estamos apoiando ele, porque não é interessante brigar. Mas ele errou muito, negócio de Eduardo Cunha... o Jader me reclamou aqui, ele foi lá na casa dele e ele estava lá o Eduardo Cunha. Aí o Jader disse: 'Porra, também é demais, né?'”, respondeu Renan Calheiros.
A nota reiterou ainda as críticas de Renan ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a quem Renan chamou de ex-presidente da Câmara. Cunha está afastado do mandato e da presidência da Câmara, por uma liminar expedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Outras conversas
Romero Jucá (PMDB-RR) também teve conversas divulgadas pela Folha de S. Paulo. O senador foi exonerado do comando do Ministério do Planejamento e só retorna ao cargo depois de a Procuradoria-Geral da República se manifestar sobre a questão.

PM captura quatro, recupera carro roubado e apreende arma

Um grupo formado por quatro pessoas, sendo um adolescente e três adultos, foi capturado por uma composição da Polícia Militar do Ceará (PMCE), na última segunda-feira, 23, logo após ter cometido um assalto na avenida Central, no bairro Acaracuzinho, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza.
De acordo com os policiais, o alvo do grupo foi uma mulher de 34 anos, que teve seu carro, modelo Voyage, de cor prata, tomado de assalto. Ainda segundo a Polícia, a vítima foi abordada pelos quatro logo após descer do veículo. Um dos suspeitos estava armado com um revólver calibre 38.
O grupo fugiu com o carro da vítima, mas logo foi abordado e pego pelos policiais. Foram presos: Bruno Mesquita da Silva, de 24 anos, que responde por oferecer vantagem indevida a funcionário público para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício; José Wanderson Lima dos Santos, de 18 anos; e Francisco Joel Moura de Alencar, de 20 anos, ambos sem antecedentes criminais. Além dos presos, um adolescente de 16 anos também foi capturado.
Durante a ação, a Polícia recuperou o automóvel subtraído e apreendeu o revólver usado para ameaçar a vítima.
Todos os capturados foram encaminhados à Delegacia Metropolitana de Maracanaú, onde os três adultos foram autuados por roubo e corrupção de menores. Já o menor foi autuado em um Ato Infracional por roubo.
Após a realização do procedimento na delegacia plantonista, o caso foi transferido para o 20º Distrito Policial, responsável pelo local onde ocorreu o fato e que dará continuidade ás investigações sobre o delito, bem como sobre a possível participação do bando em outros crimes.

Enem: prazo para pagamento de taxa termina nesta quarta

Termina às 21h30 desta quarta-feira, 25, o prazo para que os estudantes que se inscreveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) paguem a taxa de inscrição, que é de R$ 68. O pagamento, que até o ano passado só podia ser feito em agências do Banco do Brasil, agora inclui qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios.
Ao todo, segundo o Ministério da Educação (MEC), mais de 9,2 milhões de pessoas já se inscreveram para as provas e desses, cerca de 2,7 milhões devem pagar a taxa. Os demais, estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas e candidatos de baixa renda que sinalizaram essa condição durante a inscrição estão isentos, são isentos.
As provas do Enem 2016 serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. A nota do exame é usada como critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni).
A participação na prova também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Além disso, estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

ACOPIARA-CE: PLANTÃO REGISTRA ACIDENTE NA AV. PEDRO ALVES

25 DE MAIO, QUARTA-FEIRA
O plantão de polícia registrou a poucos instantes um acidente de trânsito (colisão) entre motocicletas na avenida Pedro Alves, em Acopiara. 
Os nomes das vítimas não foram divulgados, porém dois rapazes foram socorridos pelo SAMU ao hospital municipal Júlia Barreto, ambos com escoriações pelo corpo. Uma das vítimas com fratura exposta numa das pernas.
Aguarde mais informações!

IGUATU-CE: JOVEM ACOPIARENSE MORRE

Faleceu nesta terça-feira (24) na cidade de Iguatu a jovem acopiarense Jaqueline Lima Gonçalves.
Segundo informações de familiares repassadas á imprensa acopiarense ela morava no sítio Serrote Verde, a mesma foi foi levada as pressas para Iguatu quando veio a óbito.
A jovem perfurou o pulmão não resistiu e veio a falecer.
Reportagem: Blog do Elber Feitosa

'Bem, eu avisei', diz Joaquim Barbosa após saída de Romero Jucá

Reprodução/Twitter


O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa usou sua conta oficial no Twitter para repercutir o escândalo que levou à saída de Romero Jucá (PMDB) do Ministério do Planejamento. "Bem, eu avisei", disse o ex-ministro, que já se manifestou várias vezes contra a forma como foi conduzida o processo de impeachment e chegou a afirmar que Michel Temer não teria legitimidade para governar o País.
A manifestação ocorre após Jucá, que é investigado na Lava-Jato, ser flagrado em uma conversa com outro investigado, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, discutindo como "estancar" a operação com a chegada de Temer ao poder antes mesmo de o impeachment ser votado. Com o escândalo, o peemedebista foi o primeiro ministro do governo interino a cair, apenas 12 dias após Dilma ser afastada.
Barbosa, que ficou famoso devido ao seu rigor no julgamento do mensalão, que levou à prisão membros da cúpula do PT no governo Lula e desmascarou um esquema de corrupção que, anos mais tarde, desembocaria na operação Lava-Jato, costuma se manifestar sobre a situação política atual e fazer duras críticas aos partidos e políticos.
O ex-ministro do STF, que hoje atua como advogado, chegou a discursar em uma palestra logo após o processo do impeachment ser aprovado pelo Senado. "É muito grave tirar a presidente do cargo e colocar em seu lugar alguém que é seu adversário oculto ou ostensivo, alguém que perdeu uma eleição presidencial ou alguém que sequer um dia teria o sonho de disputar uma eleição para presidente. Anotem: o Brasil terá de conviver por mais dois anos com essa anomalia", disse na ocasião
ocasião

Diário Oficial da União publica exoneração do ministro Romero Jucá


O Diário Oficial da União publica nesta terça-feira decreto com a exoneração do ministro do do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Romero Jucá. Ontem, Jucá (PMDB-RR) anunciou que iria se licenciar do cargo até o Ministério Público Federal se manifestar sobre as denúncias contra ele. Antes disso, Jucá negou que tenha tentado obstruir as investigações da Operação Lava-Jato e chegou a dizer que não iria pedir afastamento do cargo, além de afirmar que não temia ser investigado.
Com a saída de Jucá do ministério, o presidente interino Michel Temer disse que o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá continuará auxiliando o governo no Congresso, após deixar o cargo. Em nota divulgada no começo da noite, Temer agradeceu Jucá pelo trabalho desempenhado no ministério, para o qual havia sido nomeado no último dia 12.
Denúncia
A edição de segunda (23/5) do jornal Folha de S.Paulo divulgou trechos de gravações obtidas pelo jornal que mostram conversas entre o ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB-RR), e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Nas gravações, o ministro sugere que seria preciso mudar o governo para “estancar” uma “sangria”. Segundo as informações do jornal, o ministro estaria se referindo à Operação Lava Jato, que investiga fraudes e irregularidades em contratos da Petrobras.
Segundo a reportagem publicada pela Folha, os diálogos ocorreram em março deste ano. As datas não foram divulgadas, mas o jornal diz que as conversas ocorreram semanas antes da votação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. De acordo com o texto, Machado teria procurado líderes do PMDB por temer que as apurações sobre ele, que estão no Supremo Tribunal Federal (STF), fossem enviadas para o juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância.
Nos trechos publicados, Machado diz que está preocupado com as possíveis delações premiadas que podem ser feitas. “Queiroz [Galvão] não sei se vai fazer ou não. A Camargo [Corrêa] vai fazer ou não. Eu estou muito preocupado porque eu acho que... O Janot [procurador-geral da República] está a fim de pegar vocês. E acha que eu sou o caminho”.
Jucá responde que Machado precisava ver com seu advogado “como é que a gente pode ajudar” e cita que é preciso haver uma resposta política e mudança no governo. “Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria”, disse o ministro, segundo o jornal.
No diálogo publicado, Machado diz que a “solução mais fácil” era ter o então vice-presidente Michel Temer na presidência e que seria preciso fazer um acordo. “É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional” e Jucá responde: “Com o Supremo, com tudo”. Logo em seguida Machado diz: “Com tudo, aí parava tudo” e o ministro concorda: “É. Delimitava onde está, pronto”.
Em entrevista na manhã de ontem, Jucá negou que tenha tentado obstruir as investigações da Operação Lava-Jato. “Nunca cometi e nem cometerei qualquer ato para dificultar qualquer operação, seja Lava-Jato, ou qualquer outra”, disse Jucá, que também criticou a matéria da Folha por publicar “frases soltas dentro de um diálogo”.

Michel Temer quer limite para gastos públicos e R$ 100 bilhões do BNDES

Beto Barata/ PR
O presidente interino, Michel Temer, informou nesta terça-feira (24/5) que, dentro do programa de ajuste fiscal, enviará ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limitará o crescimento dos gastos públicos. "A PEC já está sendo redigida e acredito que, até semana que vem, teremos completado esse trabalho", afirmou. O aumento das despesas ficará restrito à variação da inflação do ano anterior, o que os economistas criticam, por estimular a indexação da economia. Ele afirmou, porém, que o "Congresso continuará com liberdade absoluta para definir o crescimento do gasto". Para Temer, as despesas do setor público encontram-se em trajetória insustentável.
O governo também pedirá de volta R$ 100 bilhões que foram repassados ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Com isso, o Tesouro poderá economizar até R$ 7 bilhões por ano em subsídios. Desde 2009, o governo injetou R$ 500 bilhões no BNDES, ajudando a ampliar a dívida pública. O dinheiro será devolvido em três parcelas anuais, sendo a primeira, de R$ 40 bilhões. Na avaliação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, há dinheiro de sobra no caixa do banco para reduzir a dívida com o Tesouro e continuar concedendo financiamentos.
"Estamos fazendo toda avaliação jurídica para verificar se não há irregularidade para trazer R$ 100 bilhões para os cofres públicos", disse Temer. Ele destacou que "a única coisa" que o governo não pode fazer é praticar um ato injurídico que permita que as "acusações que se deram no governo anterior voltem a acontecer". Para ele, "não haverá nenhuma hipótese de irregularidade". E é importante olhar para frente e não ficar criticando o passado. 
Subsídios
O governo também suspenderá a concessão de novos subsídios, que têm ajudado a ampliar o deficit público. De acordo com Temer, a partir de agora, nenhum ministério poderá apresentar programas que aumentem, nominalmente, os subsídios pagos pelo Tesouro em programas do governo. A concessão só ocorrerá se houver compensação em outro programa. Com isso, a economia será de R$ 2 bilhões por ano. Os critérios para essa política de incentivos, afirmou Meirelles, serão muito rígidos.
Temer prometeu mais medidas para breve. "Estamos tomando medidas iniciais. Outras virão”, assegurou. Na avaliação dele, pode haver críticas que o governo está lançando um pacote restrito de ações para conter a explosão do rombo fiscal, que, neste ano, pode chegar a R$ 170,5 bilhões, mas o governo quer is com cuidado. Segundo ele, o objetivo inicial das medidas é a retomada do crescimento para permitir o aumento do emprego. "Também queremos alçar para a classe média pessoas que ainda vivem na extrema pobreza", frisou. 
Fundo soberano
O governo vai ainda mexer no Fundo Soberano, criado pelo governo Lula para absorver a riqueza gerada pela pré-sal. O fundo detém hoje R$ 2 bilhões, boa parte em ações do Banco do Brasil, que, de acordo com Meirelles, serão vendidas ao longo do tempo, para não provocar oscilações na bolsa de valores. Temer admitiu que estuda extinguir o fundo. Os R$ 2 bilhões serão usados para reduzir o endividamento público. "Tudo está sendo analisado juridicamente, para que não haja problemas", disse.
Temer ressaltou que todas as medidas foram apresentas aos líderes de partidos aliados, de forma que possam facilitar a aprovação delas no Congresso. Ele pediu prioridade aos projetos em tramitação, como o que dá a Petrobras o direito de decidir se participa ou não de projetos de exploração de petróleo na camada do pré-sal. A proposta foi elaborada pelo agora ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), quando estava no Senado.
Também está na lista de prioridades do Palácio do Planalto o projeto que estabelece regras mais rígidas para a nomeação de diretores de estatais e de fundos de pensão. O objetivo, ressaltou Temer, é fixar critérios rígidos para não se repitam os desmandos que se viu nos últimos anos. "Serão pessoas tecnicamente preparadas, que terão a responsabilidade de alocação eficiente de centenas de bilhões de reais", disse. 
Previdência
Sobre a reforma da Previdência, que tem provocado muita polêmica, o presidente interino destacou as regras só serão mudadas em concordância com a sociedade. "Não foi sem razão que chamamos as centrais e criamos um grupo para examinar o que é possível fazer”, afirmou. "A proposta será apresentada quando houver concordância de amplíssima maioria”, garantiu. A meta do governo é fixar idade mínima para a aposentadoria, sendo de 65 anos para homens e de 63 para as mulheres a fim de conter o rombo no caixa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que, neste ano, chegará a R$ 146 bilhões, quase o triplo do verificado em 2014.

SÉRIE B: NOVE JOGO AGITAM A TERÇA-FEIRA


A Série B do Campeonato Brasileiro vem mostrando grande equilíbrio neste início de competição. Uma prova disso é que somente duas equipes conseguiram manter os 100% de aproveitamento após a segunda partida: Atlético-GO e Vasco. A terceira rodada chega com nove jogos nesta terça-feira (24) e promete ainda mais emoção.

Ceará-CE x Atlético-GO: 19h15 - Arena Castelão, Fortaleza (CE)

Um duelo na parte de cima da tabela. Embalado pela boa vitória diante do CRB, por 3 a 0, na rodada anterior, o Ceará recebe o Atlético-GO no Castelão. O Vozão, no entanto, tem prolemas. O atacante Bill, que perdeu a titularidade recentemente, mas vem entrando com frequência na equipe, sentiu um problema na coxa esquerda e virou dúvida para o técnico Sérgio Soares. No outro lado do confronto, o Dragão, único time com 100% de aproveitamento ao lado do líder Vasco, segue sem contar com o goleiro Márcio e o lateral-direito Ednei, vetados pelo departamento médico. O técnico Marcelo Cabo vai repetir a escalação da partida anterior, com Kléver e Matheus Ribeiro nas respectivas vagas dos lesionados. 

Sampaio Corrêa-MA x Paraná: 19h15 - Castelão, São Luis (MA) 


Ainda sem pontuar na competição, o Sampaio Corrêa recebe o Paraná no Castelão nesta terça-feira. A equipe seguirá sendo comandada, de forma interina, por Arlindo Maracanã, ex-jogador do clube. A tendência é que ele mantenha o time dos jogos anteriores. O time paranista, por sua vez, já tem um desfalque certo na equipe. Com uma lesão muscular na coxa direita, o volante Jean foi vetado pelo departamento médico. O técnico Claudinei Oliveira deve optar pela entrada de Lucas Otávio para suprir a ausência. Por outro lado, o treinador poderá contar novamente com o lateral-esquerdo Rafael Carioca, expulso na estreia da equipe na competição.

Oeste-SP x CRB-AL: 19h15 - José Liberatti, Osasco (SP)


O técnico Fernando Diniz não tem desfalques para escalar o Oeste para o jogo desta terça. Desta forma, ele deve repetir a equipe que teve boa atuação no empate com o Paysandu, na rodada anterior. Já no outro lado do confronto, o CRB terá uma mudança no time. O técnico Mazola sacou o zagueiro Jussani e Flávio Boaventura deve fazer a sua estreia com a camisa regatina. O objetivo do clube de Alagoas é buscar, ao menos, um ponto para se recuperar da derrota para o Ceará na rodada anterior.

Brasil-RS x Bragantino-SP: 19h15 - Bento Freitas, Pelotas (RS) 


Apesar do desgaste físico de alguns jogadores, o técnico Rogério Zimmermann não pretende fazer mudanças na equipe do Brasil de Pelotas, que recebe o Bragantino nesta terça-feira. Para se reabilitar na Série B, o time conta com a força da torcida no Bento Freitas. Com duas derrotas na competição, o Braga também só pensa na vitória. Com a demissão do técnico Léo Condé após a última partida, Alberto Félix vai comandar o time de forma interina. Ele não deu indícios da equipe que vai entrar em campo nesta noite.

Londrina-PR x Náutico: 19h15 - Estádio do Café - Londrina (PR)


Satisfeito com a atuação da equipe no empate com o Goiás, o técnico Claudio Tencati não deve fazer mudanças no time do Londrina para enfrentar o Náutico. O treinador confia que o setor ofensivo continue em alta com a dupla Zé Rafael e Keirrison. No lado do Timbu, o técnico Alexandre Gallo fechou o último treino e não deu pistas da equipe que vai entrar em campo. Ainda sem contar com os zagueiros Ronaldo Alves e Fabiano Eller, o treinador deve usar Eduardo, que chegou ao elenco recentemente emprestado pelo internacional.

Vila Nova-GO x Vasco: 21h30 - Mané Garrincha, Brasilia (DF)

O Vila Nova terá uma dura missão nesta terça-feira. A equipe goiana vai enfrentar o líder Vasco. Sem poder contar com o volante Victor Bolt, expulso no último jogo, o técnico Rogério Mancini deve usar Maguinho para suprir a ausência. No Cruz-Maltino, a ordem é buscar a vitória para manter os 100% de aproveitamento. O técnico Jorginho, no entanto, tem problemas para escalar o time. Com dores na coxa esquerda, o meia Andrezinho está fora do confronto. Yago Pikachu deve substituí-lo. Outro desfalque certo é no gol. O uruguaio Martin Silva está com a seleção de seu país. O jovem Jordi vai para a meta vascaína. 

Luverdense-MT x Avaí: 21h30 - Passo das Emas, Lucas do Rio Verde (MT) 

Com quatro pontos em dois jogos na Série B, o Luverdense recebe o Avaí na noite desta terça-feira, no Passo das Emas. Com lesão muscular, o lateral-esquerdo Paulinho está fora da partida. A tendência é que Matheus, titular durante toda a campanha do Estadual, o substitua. No Avaí, o técnico Silas também tem problemas para escalar sua equipe. O meia Vinícius Pacheco teve lesão no joelho direito confirmada e ficará fora dos gramados até o próximo ano. O treinador, por sua vez, não deu pistas do substituto.

Tupi-MG x Paysandu: 21h30 - Mário Helênio, Juiz de Fora (MG) 

Sem pontuar até o momento, o técnico Ricardo Drubscky resolveu promover mudanças na equipe para enfrentar o Paysandu. Gabriel Sacilotto e Henrique serão titulares nas vagas de Jonathan, expulso contra o Vasco, e Filipe Alves. No outro lado do confronto, o Paysandu segue com dificuldades em relação ao departamento médico. O técnico Dado Calvacanti ganhou outros dois problemas, além das ausências do lateral Raí e dos atacantes Betinho e Fabinho Alves, que ainda estão afastados dos gramados. O volante Ricardo Capanema, poupado pelo desgaste físico, e o atacante Ruan, que precisa aprimorar a parte física, não viajaram com a delegação. Desta forma, o Papão deve entrar com um time repleto de modificações no duelo.

Criciúma x Goiás: 21h30 - Heriberto Hulse, Criciuma (SC)

Mirando a vitória para entrar no G4, o Criciúma pode ter uma novidade no time. O técnico Roberto Cavalo deve escalar o meia Juninho, que chegou ao clube após boa passagem no Audax-SP, como titular, para o jogo contra o Goiás. No Esmeraldino, o clima é de grande expectativa pela possibilidade de estreia do meia Léo Lima. O jogador teve a situação regularizada e deve começar jogando. Outras duas novidades são o também meia Léo Sena, poupado na última partida por conta de desconforto muscular, e o atacante Rossi. Assim como o adversário, o time de Goiânia também busca a vitória para tentar entrar no G4 já nesta rodada.

PDT pedirá cassação; Psol quer prisão; PV se afasta

O senador Telmário Mota (PDT-RR) vai entrar com pedido no Conselho de Ética do Senado para cassar mandato de Romero Jucá, que estava licenciado do Senado para assumir Ministério de Planejamento e retorna nesta terça-feira ao Congresso. As gravações de conversa dele com o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado servirão de base do pedido. No áudio, o ministro sugere “pacto” para barrar Operação da Lava Jato. Tanto ele como Machado são investigados.
Ao mesmo tempo, o Psol ingressou com uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) para pedir a prisão preventiva do ministro afastado do Planejamento, Romero Jucá, por suposta tentativa de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Na representação, o Psol pondera que a situação de Jucá é semelhante à do senador cassado Delcídio do Amaral, que acabou preso após ser flagrado tentando obstruir o andamento da Lava Jato. O pedido de afastamento de Romero Jucá não foi a única perda sofrida pelo governo Michel Temer. Em reunião, o comando nacional do PV decidiu pela postura de independência em relação à gestão peemedebista.(Do O Povo Online)

Força Nacional atuará nos presídios do Ceará temporariamente

A operação da Força Nacional de Segurança nos presídios do Ceará deve começar ainda nesta semana, de acordo com o Ministério da Justiça. O órgão informou que as tropas já foram deslocadas do Distrito Federal em direção à Fortaleza. O apoio foi solicitado pelo governador Camilo Santana (PT) no último domingo, 22, para auxiliar no controle dos detentos enquanto são realizados reparos na estrutura das unidades após rebeliões no fim de semana.
Os motins em unidades de Itaitinga e Caucaia (Grande Fortaleza) foram motivados pela suspensão das visitas em função da greve de
agentes penitenciários.
Conforme a assessoria de comunicação do Governo do Estado, a tropa atuará no interior e entorno dos presídios. A operação deve seguir até que todas unidades sejam recuperadas. O número de militares deslocados para o Estado não foi informado pelo Ministério da Justiça. (Do O Povo Online)

Mortos em rebeliões nos presídios do Ceará podem chegar a 26, diz juiz

O juiz corregedor dos presídios do Ceará, Cesar Belmino, informou na tarde desta segunda-feira (23) que o número de mortos nas rebeliões do Ceará pode chegar a 26. “É uma estimativa”, afirmou o juiz durante visita às unidades do Centro de Privação Provisória de Liberdade (CPPL), em Itaitinga, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. No começo da tarde, a Secretaria de Justiça do Ceará divulgou que o número de mortos era de 14.
Segundo o juiz, a situação na CPPL 2, por exemplo, estava sob controle à tarde. Mas o excesso de presos ainda é um problema. “Os centros têm praticamente o dobro de presos da capacidade”. Os Centros de Privação Provisória de Liberdade de Itaitinga deveriam abrigar cerca de 3.700 presos. Três desses quatros CPPLs foram inaugurados há quatro anos. Em estimativa divulgada pelo Governo em dezembro de 2014, o Ceará tinha 21.320 presos na capital e no interior.
Desde sábado (21), detentos estão rebelados. No fim de semana, presos invadiram alas e mataram outros detentos, além de quebrar celas, armários, grades, cadeiras e queimar colchões após a suspensão das visitas, segundo órgãos de segurança. Agentes penitenciários do estado entraram em greve no sábado, voltaram no fim do dia após negociação com o governo do estado, mas os detentos já estavam fora de controle. Familiares bloquearam a BR-116 por diversas vezes no domingo (22). (Do G1-CE)

Temer diz que Jucá continuará auxiliando governo fora do ministério

O presidente interino Michel Temer disse que o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá, que pediu afastamento ontem (23), continuará auxiliando o governo no Congresso após deixar o cargo. Jucá é senador pelo PMDB de Roraima.
Em nota divulgada no começo da noite, Temer agradeceu Jucá pelo trabalho desempenhado no ministério, para o qual havia sido nomeado no último dia 12. (Da Agência Brasil

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...